Poda da Jabuticabeira


Antes de tudo, vamos falar um pouco sobre a poda. As dicas abaixo se aplicam às árvores grandes e às pequenas.


A jabuticabeira aceita tanto podas mais drásticas quanto podas moderadas.


Contudo, a principal dica para manter a planta saudável é a poda que costumamos chamar de “poda de limpeza”. Essa poda consiste no corte de galhos fininhos e normalmente com nenhuma ou pouca folha que aparecem no interior da copa da árvore.


É importante cortá-los para que a planta possa respirar melhor e não desperdice a energia que será utilizada para a produção de flores e frutos.

Como estamos falando de galhos muito finos, caso não disponham de alicate próprio para poda, você pode utilizar uma tesoura de cozinha mesmo. Mas, atenção: ao utilizar material não específico para jardinagem, o instrumento pode perder o corte mais facilmente, ok?


Mãos à obra! Aproveite para realizar a poda de limpeza agora mesmo deixando sua Jabuticabeira ainda mais saudável e bonita para receber as folhas novas e os frutos nesta primavera!

Adubação das Jabuticabeiras


Da mesma forma que indicamos a realização da poda previamente ou no início da primavera, uma nutrição bem feita nesse período também ajuda no desenvolvimento de muitos frutos docinhos.


Bom, nesse ponto temos que dividir as dicas em duas partes. A adubação de jabuticabeiras plantadas no solo e a adubação de Jabuticabeiras plantadas em vasos.


Fazemos essa divisão pelo seguinte motivo, árvores plantadas em vasos, com o passar do tempo, podem demandar um pouco mais de cuidados do que a árvore que está plantada na terra – por um motivo simples, a fonte de recursos do vaso é mais restrita do que a fonte de recursos da terra.

Primeiramente, vamos falar da nutrição das jabuticabeiras em vasos!


Indicamos uma adubação a cada 40 dias com um adubo que contenha tanto macro como micronutrientes. O que significa que não devemos utilizar o simples NPK (10-10-10), pois este possui apenas três nutrientes. Não há muitas opções de adubo completos em nutrientes no mercado, utilizamos na nossa produção e indicamos aos nossos clientes um adubo chamado Forth Frutas, ele é completo e balanceado com os 12 nutrientes que as plantas frutíferas necessitam para favorecer a produção de frutos.






Como fazer essa adubação?


Para a adubação em vasos, dissolva 10g (1 colher de sobremesa) para cada litro de água. Após a diluição, coloque a mistura em um regador e regue a terra.


Como um complemento a essa adubação periódica, recomendamos também uma adubação mensal com um adubo à base de Fosfito de Potássio (Fosway). Dilua 2,5ml do Fosway (meia tampa de garrafa pet) para cada litro de água e pulverize as folhas.


Ressaltamos que o ideal é realizar a adubação em horários de sol ameno e com as plantas bem hidratadas, se necessário regue um dia antes da adubação.

Agora, pensando nas árvores plantadas na terra, manteremos a indicação da adubação a cada 60 dias com o Forth Frutas.


Claramente, a quantidade do adubo será maior.


Considerar cerca de 150 gramas do produto, por metro quadrado, polvilhados sobre a terra, na projeção da copa da árvore, de 25 a 30cm do caule da árvore até o ponto mais extremo da copa da sua jabuticabeira.


Da mesma maneira, irrigue lentamente até que o produto seja absorvido pela terra. Procure realizar o procedimento em horários com sol ameno.


Para as árvores plantadas na terra, temos uma dica muito importante!


Caso a sua jabuticabeira não esteja vigorosa, trocando folhas e produzindo frutos (mesmo aplicando o Forth Frutas), talvez haja excesso de alumínio no solo. O solo brasileiro, principalmente as primeiras camadas, normalmente concentra alumínio, um mineral tóxico que inibe as raízes de absorverem os nutrientes.


Sendo assim, indicamos a aplicação de um adubo rico em cálcio e magnésio para que ocorra um novo balanceamento dos nutrientes do solo, nós utilizamos o Forth Plantio, na quantidade de 200g por metro quadrado.


E então? Está preparado para colher muitas jabuticabas docinhas nos próximos meses?

Irrigação das Jabuticabeiras


Agora chegamos ao ponto mais importante: a irrigação das jabuticabeiras!


Para aqueles que ainda não sabem, a jabuticabeira é uma árvore que gosta de muita água – mas atenção – ela não é uma planta aquática – água demais também pode matá-la.


Temos dois truques que quase sempre funcionam para verificar se há excesso ou falta de água na sua jabuticabeira.

1. Folhas caindo e sem sinais de novos brotos: alerta! Pode ser falta de água!

Nessa situação, procure dobrar a quantia de água usualmente utilizada e observe se haverá alterações na árvore.

2. Folhas com a ponta marrom escuro: alerta! Pode ser excesso de água!

Nessa situação, suspenda por alguns dias a irrigação e observe as alterações da árvore. Além disso, será preciso verificar se o solo está impermeável ou o vaso obstruído na base, não permitindo a drenagem da água, deixando o solo encharcado.


Além desses macetes que ajudam você a identificar se a irrigação está sendo feita de forma adequada, passaremos algumas receitinhas básicas que podem quase sempre ser aplicadas na irrigação da sua jabuticabeira!


Em épocas de muito sol e clima mais seco, você deverá irrigar a sua jabuticabeira diariamente. Há duas dicas aqui: realizar a irrigação de forma lenta (para que o torrão da árvore consiga absorver a água) e verificar com as mãos se o torrão está úmido. Estando o torrão úmido, é hora de interromper a irrigação.



Em épocas mais frias, a irrigação poderá ser feita a cada dois dias, pois a evaporação da água do torrão será mais lenta. Sempre preste atenção na umidade do torrão e nas características das folhas (lembrar dos dois truques acima).


Em épocas de chuva contínua (nos dias de hoje está cada vez mais difícil termos dias seguidos de chuvas ☹), verifique a umidade do torrão. Se a água da chuva for suficiente para manter o torrão úmido, interrompa a irrigação, retomando-a em um espaço de dois a três dias após o término das chuvas.

Referência de Conteúdo: http://jabuticabeira.com.br/